Relato de uma experiência tecnológica

Sempre estive em contato com a tecnologia, tanto profissionalmente como por lazer. É minha formação e especialidade, mas nunca tinha tido uma projeção ou mesmo sonho relacionado com alguma tecnologia – principalmente inovadora – até hoje.

Por entre muitos sonhos e onirismo por alguns momentos obtive certa lucidez e me encontrava num local que para mim tratava-se de algum instituto de pesquisa ou de instrução… Em determinado departamento havia muitas cadeiras e uma tela de cinema. Por lá havia muitos cômodos, mas o ambiente todo estava sempre em meia luz.

Em alguns cômodos observei uma espécie de laser, tal como aqueles que utilizamos para apontar em uma tela de projeção de Datashow. Porém neste caso logo percebi que estes lasers marcavam determinados pontos fixos nas paredes… Para minha surpresa quando aproximou uma pessoa que estava próxima de mim tive a surpresa de ver ser acender uma projeção naquele canto da parece de uma tela de computador e algo como um teclado.

Olhei para o alto e imaginei que a projeção vinha do teto, de onde tinha também a luz do laser. Ao olhar ao meu redor vi que havia várias pessoas usando deste computador que na realidade era uma avançada projeção luminosa na parede.

Fiquei confuso mas ao mesmo tempo com lucidez imaginando como funcionava este avançadíssimo sistema de interface homem máquina. Imaginei que devia haver um computador central e que a interface era projetada tal como realizamos com um Datashow nos pontos marcados pelo laser, porém era uma projeção diferente da que estamos acostumados pelo Datashow. Formava-se um enorme monitor e um teclado que a pesar de serem apenas luz eram muito prático e fácil de manipular, tal como nossos equipamentos “físicos”.

Não sei se por assistir muita ficção científica repliquei esta ideia, mas o mais interessante é que há certa lógica nos “marcadores” lasers que indicam para as pessoas os “terminais” disponíveis e que ao aproximar e provavelmente incidir o corpo sobre o laser é automaticamente ativado a projeção do computador. Nunca pensei nisto e nunca vi esta ideia em nenhum filme ou leitura minha, o que talvez reforce a hipótese da projeção astral para este caso. Também o fato de eu estar vendo o equipamento projetado e ao mesmo tempo estar pensando com lógica e coerência no funcionamento, tentando encontrar em respostas e fazer paralelo com o que conheço é para mim sinônimo de lucidez e portanto coerência, algo que não temos em sonhos.

Fato é que a tecnologia no plano espiritual esteve sempre muitas décadas a frente da nossa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *