4º Experiência – Enfim uma saída consciente para fora do corpo

viagem-astral-azul    Hoje é 31 de março de 2000, sexta-feira e esta é minha quarta experiência fora do corpo registrada em meu diário.

Ao deitar-me esta noite logo reconheci mais uma vez que iria ter mais uma experiência extrafísica, pois estava com muita dificuldade para dormir, característica esta que está se tornando comum e sempre precedendo minhas projeções.

Mais do que dificuldades para dormir, desta vez sentia claramente que havia alguma entidade não-física dentro do meu próprio quarto! Fiquei um pouco nervoso e assustado por isto, percebia que ocorria algo como uma “invasão de privacidade”, então peguei meu travesseiro e meu lençol e fui deitar em outro lugar. Não queria ficar junto de uma entidade que não podia saber quem seria, mas apenas perceber sua presença.

Sabia agora que algo estava para acontecer, olhei no relógio e era aproximadamente 3h00 da madrugada, horário este que eu acho que se tem mais possibilidade de eu obter as experiências extrafísicas.

Após apenas alguns minutos com os olhos fechados já estava esperando ouvir o característico barulho de sinos, mas ele não veio (e não senti nenhum outro tipo de vibração no corpo), algo diferente desta vez começou a ocorrer e nesta ocasião sentia meu corpo astral ou minha consciência girando acima de meu corpo físico.

Desta vez não tive a menor sensação de medo e de nenhuma outra espécie de sentimento ou vibração sonora, percebia apenas a sensação de estar girando e girando acima de meu corpo, o que permitiu provavelmente que a experiência prosseguisse normalmente. Desta vez eu estava mais confiante em mim mesmo.

Após alguns instantes parei de girar e senti com toda certeza que eu estava flutuando acima de meu corpo, mas não o vi. Lentamente fui ficando de pé e agora não sabia dizer se eu estava “sonhando” ou “acordado”, pois eu considerava o estado de consciência exatamente o mesmo!

Percebi com toda certeza de imediato que tenho realmente um outro corpo e tive a sensação de que este corpo é idêntico ao meu corpo físico, porém ele SOU EU e não o que ficou deitado. Que liberdade maravilhosa eu desfrutava nestes momentos!

Posteriormente observei o ambiente e a primeira característica que reparei é que via todos os móveis da sala de minha casa, que se iluminada. Logo pensei “isto é esquisito, pois a luz esta apagada e é noite…”, mas esta claridade que eu via não era uma claridade comum, mas sim levemente azulada. Parecia que tudo a minha volta estava sendo clareado por uma luminosidade de cor azul claro.

Após alguns instantes vi que estava na cozinha (não sei como cheguei lá), que é logo ao lado da sala, de modo que ao reconhecer a cozinha algo estranho ocorreu e agora estava em outro lugar observando umas formas difíceis de descrever, eram circulares, do tamanho de uma bola de futebol e acho que tinha alguma cor (era tudo tão estranho de descrever), aparentemente haviam várias dessas bolas de luz no alto e estavam enfileiradas.

Enquanto me questionava a respeito daquilo tudo, daquele ambiente, logo estava de volta na sala e curiosamente me agachei no local onde encontrava-se meu corpo físico, deitado sobre o mesmo (parece que eu entrei dentro dele, como se já soubesse inconscientemente a fazer tudo isto) e nesse exato momento abri os olhos e “acordei”, se bem que esta não é a palavra certa, pois sempre estive lúcido, uma espécie de consciência contínua.

Depois de algum tempo voltei a olhar no relógio e eram 3h17m, então suponho que esta experiência ocorreu em aproximadamente apenas 15 minutos, porém não existia noção de tempo enquanto fora do corpo.

Não consegui dormir no restante da madrugada, pelo fato da surpresa da clareza desta experiência. Agora não tenho mais dúvidas quanto a realidade das saídas do corpo.

    Comentário: o conhecimento liberta

    Sim! O conhecimento liberta!
    Sempre tive muito medo de minhas projeções involuntárias, ocorriam sempre no momento de dormir então comecei a pesquisar tudo que estava a meu alcance. De início encontrei o site do IPPB (Instituto Internacional de Pesquisas Projeciológicas e Bioenergéticas) do Prof. Wagner Borges, cujo site é www.ippb.org.br. Pude inclusive realizar um curso lá no Instituto, em São Paulo, por volta de 2002.
    Iniciei em minhas leituras relacionadas com experiências fora do corpo e o que era desconhecido acabou por se tornar algo natural, algo em nossa completude de existência, que é algo justamente que se complementa com as realidades além da matéria física.
    Enfim, com o conhecimento acabei por felizmente perder aquele medo inicial que sempre me travava na hora de dormir quando percebia que iria obter uma experiência extrafísica. O medo realmente transformava tudo em uma cena de terror e graças a luz do conhecimento foi possível obter a experiência relatada anteriormente que considero minha primeira experiência fora do corpo lúcida e involuntária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *